Meu amigo, por favor

Meu amigo, por favor, não me deixe
Esta noite é escura e cheia de horrores.
Dentro da escuridão, temo pelo que pode acontecer.
O coração, este tolo, dói e aperta a angústia.

Vivemos um último dia de cada vez
Com a expectativa de que as coisas,
Aquelas mesmas, ainda podem melhorar.

O futuro é uma massa cinzenta que
Dissolve-se com o acender das luzes.

Contingentes, aos poucos morremos.
Ainda abraçados, no entanto.

Preciso de ti, meu amigo. Fique aqui.
Segure o escudo ao meu lado.
Levante seus estandartes por mim.
Não me abandone nesta guerra, chamada vida,
Lute nesta batalha, chamada noite.

Senhoras, senhores, reis, rainhas, cavaleiros e cavaleiras,
Escudeiros, súditos, vassalos, companhias e companheiros.
Amigos.

Mário de Andrade, Manuel Bandeira.
Vinícius de Morais, Chico Buarque.
Razumikhin, Raskolnikov.
Dom Quixote, Sancho Pança.
Guattari, Deleuze.
Marx, Engels.

Homem nenhum pode sobreviver, reconhecer-se
Na tua ausência.

Preciso de ti, meu amigo.
Proteja-me de mim mesmo.

Ei,
Pode me ouvir?
Me ajude a carregar essas pedras.
Vamos para casa.

Nietzsche está chorando.

Solitário, as dores deste mundo não têm sentido.
A alegria transborda, quando estamos em círculo.
Não há padrão vertical, hierarquia ou poder entre nós.

Somos amigos, todos nós.
Por favor, então, meu amigo, não me abandone
Sozinho, neste frio ponto de ônibus…

“Did you know how much I love you? / Is there hope that, somehow, you / Can save me from this darkness?”

Anúncios

Sobre Guilherme Zocchio

Jornalista.
Esse post foi publicado em Versos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s