Uma vítima em potencial das intensidades ou uma razão de viver

Certos encontros te tomam de assalto, rearranjam os sentimentos como se determinado momento provocasse uma ruptura em um tal estado de coisas que, outrora, postava-se absolutamente rígido.

Devires do tipo nunca ocorrem sozinhos. Continuam em sequência um após o outro. Voltam do passado, abalam o presente, sabotam o futuro. Despertam uma nova situção de contingência.

Tais tipos de sabotagens, contudo, reúnem um conjunto de intensidades que interrompem o moto-contínuo acordar, cagar, comer, beber, trabalhar, foder e dormir. São tomadas de assalto que permitem ser uma vítima em potencial de uma multiplicidade de eternos-retornos.

Estou sentado no penúltimo assento na margem direita do mesmo ônibus que atravessa os mesmos lugares dos meus úlitmos cinco anos. O lugar onde me encontro não é ocasional. Daqui, sigo a paisagem pela janela, vejo os passageiros que adentram a condução, sei das pessoas que deixam o veículo.

Em toda esta viagem, permito-me observar, ver, reconhecer lugares que, apesar da repetição dos últimos cinco anos, já não são mais os mesmos. Repetem-se, agora, na forma da diferença.

A qualquer instante, algo que se transforma na paisagem me afeta. A qualquer segundo de meus dias, uma visita do passado sabota meus planos. A qualquer momento, tudo o que era sólido se desmancha no ar.

O assalto de ideias que destrói minhas certezas, a eterna ameaça de poder ver-se à beira do abismo, o fantasma que sorri e te abraça, quando menos espero, todos estes encontros arrasam tudo o que havia. Mas permitem me reerguer, seguir em frente, inspirar e expirar a vida em essência.

Anúncios

Sobre Guilherme Zocchio

Jornalista.
Esse post foi publicado em Ensaios e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s