A rua da tua casa

Dominguinhos
Quando eu desço a rua da tua casa.

Segunda-feira,
E eu atravesso os mesmos lugares.
Espera, meu amor,
Terça-feira,
Fica, meu amor
Quarta-feira,
Então me leva pra morar contigo
Quinta-feira,
Preciso desse teu amor
Sexta-feira,
Ai, amor, como preciso

Sábado,
Não é fácil viver
Sem teus beijos, teu sorriso…

Anúncios

Sobre Guilherme Zocchio

Jornalista.
Esse post foi publicado em Ensaios, Versos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A rua da tua casa

  1. Pingback: (sem título) | Pólvora e Pétalas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s