Arquivo do autor:Guilherme Zocchio

Sobre Guilherme Zocchio

Jornalista.

Revisitado

Às vezes, queria reescrever alguns textos. Como se, ao traçar sobre aqueles papéis já rabiscados, pudesse entrelaçar as palavras, e os afetos, de outrora, resolvendo um impasse entre linhas do passado e do presente. Buscaria, em antigos caracteres, sinais de … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O texto outro da madrugada

Sentada, vira a papelada sobre a mesa. Flap. Toma uma folha em mãos. Flap, flap. Observa. Devolve o papel e começa a digitação. Os dedos dançam em cima do teclado, movidos pelo ritmo do raciocínio. Tec, tec, tec. Na tela … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

Haikai da crueldade

domingo na minha casa não quis dormir saiu na madrugada o perfume no travesseiro partiu… partiu meu coração…

Publicado em Versos | Marcado com , | Deixe um comentário

Belchior, como um pai

Tinha em Belchior um amigo, um companheiro, nos dias tristes… Não importa quando ou como, ele estava lá, nas suas músicas, com um verso de alento, um conselho nas letras, um refrão de acolhida. Recordava-me a dor das repetições, quando … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Como vai seu coração?

what matters most is / how well you / walk through the / fire. — Charles Bukowski no decurso dos meus piores dias nos bancos das praças nos cárceres ou vivendo com putas eu sempre tive este certo contentamento — … Continuar lendo

Publicado em Ensaios, Versos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Bella Ciao e a luta contra a reforma da Previdência

No final do século 19, camponeses italianos costumavam cantar uma música que falava das duras condições de trabalho no campo: “Bella Ciao”, de autoria desconhecida. Mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial, a canção foi adaptada e se tornou um … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Logan: uma distopia de alerta

Se há algo que eu recomendaria assistir hoje nos cinemas, este seria Logan (James Mangold, 2017). Mais do que um filme de herói, sobre Wolverine, o mutante batizado com o nome que dá título à obra, o longa resgata um … Continuar lendo

Publicado em Resenhas | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário